Anualmente comemora-se o Dia Nacional das Artes no dia 12 de agosto, ela tem como objetivo celebrar as diversas formas de expressão artística como teatro, o cinema, a literatura, o circo, pintura, etc. Sua origem se deu em 1978, onde surgiram leis e decretos que regulamentavam a profissão de artista. Para os profissionais da arte regulamentados, existe o DRT ou Documento de Registro Técnico.

Mas o que é arte e qual o papel dos artistas na sociedade?

A expressão artística faz parte do ser humano, todo indivíduo se expressa e de alguma forma, produz arte. A arte pode se manifestar em diversas formas estando na forma de música, pinturas, etc, mas também está presente em coisas mundanas do dia a dia ou grandes demonstrações da natureza. De qualquer forma, o papel do artista é comunicar tudo isso por outros olhos. O artista denuncia, encanta e abre caminhos para novos pensamentos.

Como escrevemos na semana passada no primeiro capítulo da série Marketing Digital 101, do mesmo jeito que os comunicadores vem se adaptando e se reinventando por meio de tecnologias emergentes, o artista não poderia ser diferente. Do mesmo jeito que a comunicação encontrou novas plataformas para chegar até as pessoas, a classe artística também. Um exemplo são os marketplaces1, onde artistas de diversas áreas podem se juntar para divulgar o trabalho que cada um faz de uma forma colaborativa.

A Economia Criativa

Atualmente existem mais de 70 mil artistas regulamentados pela Delegacia Regional do Trabalho, sendo São Paulo e Rio de Janeiro os estados com mais registros. Assim, alguns grupos artísticos começaram a se compor e se organizar por localidades, como o caso do Ebairro.

O Ebairro foi um projeto desenhado e desenvolvido em parceria com a Webba, ele é um marketplace que combina diversos artesãos e artistas empreendedores que querem dar mais voz aos seus trabalhos. O projeto junta artistas do bairro São Luís e demais bairros da Zona Sul de São Paulo. Esta e outras plataformas do gênero estão dando nome a um movimento chamado Economia Criativa, onde o princípio vital é o processo de produção que transforma de algo mundano, para algo criativo.

Categories: ArtigosWebba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1
Bem vindo a Webba Desenvolvimento de Sistemas
Powered by